Seguidores

Meus vídeos no You Tube

Loading...

Agenda

Disponível no meu site: www.helenaraquel.com
Faça-nos uma visita e conheça nossa agenda!

Oração a Chave da Vitória


sábado, 26 de março de 2011

A consciência crítico política no período dos Reis de Israel.


"Ouçam, vocês que são chefes de Jacó, governantes da nação de Israel
"Vocês deveriam conhecer a justiça! Mas odeiam o bem e amam o mal; arrancam a pele do meu povo e a carne dos seus ossos. Aqueles que comem a car
ne do meu povo arrancam a sua pele, despedaçam os seus ossos e os cortam como se fossem carne na panela, um dia clamarão ao Senhor, mas ele não lhes responderá. Naquele tempo ele esconderá deles o rosto por causa do mal que eles têm feito."

Com as palavras acima o profeta Miquéias profetizou o juízo sobre os governantes de Israel e predisse o Cativeiro.
A voz profética era responsável por comunicar as verdades de Deus ao povo, denunciar os erros, propor o arrependimento e em alguns casos anunciar o juízo. Observando as mensagens proféticas contidas no Antigo testamento, sobre tudo as que se deram nos dias dos reis de Israel encontramos da parte dos profetas um discurso direto, firme. Há um dedo erguido em direção aos poderosos e uma voz segura que ecoa em defesa do povo, dos pobres, dos servos...
O Profeta não é um ser que vive em um mundo isolado, mas ao contrário ele é integrante de uma sociedade e se reconhece como responsável por estabelecer a justa medida nela. Ele é o partido de oposição, ele é a oposição, mas não a faz de modo cego ou meramente instintivo, ele o faz de forma centrada, justa e fundamentada no querer de Deus para a sua nação.
Profetas de Deus em exercício jamais de tornariam amigos dos reis. O primeiro deles Samuel embora extremamente respeitado por Saul ainda que tivesse que confrontá-lo algumas vezes em seus devaneios e rebeliões. João o último dos profetas perdeu a cabeça por não concordar e denunciar o adultério de Herodes.
Críticas religiosa e políticas raramente são acatadas pelo governo, os poderosos desejam ardentemente por um profeta que concorde, aprove ou silencie-se.
Quando um profeta fala de coisas concernentes a fé, ao culto, ao céu, aos anjos ou aos demônios ele parece gravitar em seu campo de domínio, mas quando o seu discurso ganha um tom político social habitualmente ele é rejeitado. A quem acredite ser impossível que um homem que fala em nome de Deus, fale do social, do material, do tangível. Mas a verdade é que a mensagem profética é sempre atual, ela fala do que a sociedade fala, mas não fala como ela. Um profeta de Deus está habilitado a exercer sua consciência política.
O profeta Isaías cônscio de sua missão falava duramente contra a corrupção em seu tempo. Observe: "Ai dos que são campeões em beber vinho e mestres em misturar bebidas, dos que por suborno absolvêem o culpado, mas negam justiça ao inocente!" Is 5:22,23. Após a denuncia o profeta emite o juízo: "Por isso, assim como a palha é consumida pelo fogo e o restolho é devorado pelas chamas, assim também as suas raízes apodrecerão e as suas flores, como pó, serão levadas pelo vento...". Outro problema político-social desperta e inquieta Isaías, é a concentração de renda. Ele vaticina: " Ai de vocês que adquirem casas e mais casas, propriedades e mais propriedades, até não haver mais lugar para ninguém vocês se tornarem os senhores absolutos da terra!"(Is 5:8).
O que Isaías profetizaria se vivesse em nossos dias? Em seus dias nem os legisladores escaparam do seu "dedo" profético, quanto aos legisladores ele predisse assim: "Ai daqueles que fazem leis injustas, que escrevem decretos opressores, para privar os pobres dos seus direitos e da justiça os oprimidos do meu povo, fazendo das viúvas sua presa e roubando dos órfãos!" (Is 10:1). Essa posição profética adotada por Isaías, Miquéias e tantos outros infelizmente não era um panorama geral. Havia quem se calasse e omitindo-se gozava dos privilegio da realeza. Observe o que diz o profeta Oséias: "No dia da festa do nosso rei os líderes são inflamados pelo vinho, e o rei dá as mãos aos zombadores." ( Os 7:5 ). Para vergonha deles.
Miss Helena Raquel,
Um Ministério que Deus Abençoou!

Missões Portas Abertas

Deus Sara a Minha Nação!!!

Logo da Minha Igreja